competição

bom dia. a virada vai ficando pra trás e a vontade de descumprir as promessas começa a surgir. aqui está o seu lembrete: você é seu maior inimigo. vença essa batalha interna. 

Áustria confirma vacinação obrigatória

MUNDO

(Imagem: Twitter | Reprodução)

A coisa ficou séria. Entre diferentes medidas para incentivar a vacinação e dificultar a vida dos não vacinados, a Áustria resolveu tomar uma atitude mais radical.

O que aconteceu? Neste domingo, o governo anunciou que será o primeiro país europeu a adotar a obrigatoriedade da vacina.

A obrigação se aplica para osresidentes austríacos com 18 anos ou mais. Estão dispensadas as mulheres grávidas e pessoas que não podem receber a vacina por motivos médicos.

Tá, mas o que acontece se não vacinar? O projeto prevê multas de € 600 a 3.600 (R$ 3.790 a R$ 22.750) para quem descumprir a regra. No total, quem não tomar a vacina, pode ser multado até 4 vezes por ano — vai custar caro não respeitar a medida.

O governo argumenta que a decisão é necessária para combater a lotação dos hospitais e para o país chegar a 90% de imunização da população — índice a partir do qual a imunidade coletiva é atingida.

  • Nem todo mundo gostou. No sábado, 27 mil pessoas manifestaram-se contra a medida na capital da Áustria, acusando o governo de desrespeitar as liberdades individuais.

Zoom Out: No resto do mundo, o Equador, a Indonésia, a Micronésia, o Tajiquistão e o Turcomenistão já adotaram a obrigatoriedade vacinal. Será que a Áustria vai lançar tendência na Europa?

O que mais é destaque pelo mundo?

Os pequenos começaram a ser vacinados

BRASIL

(Imagem: Edilson Dantas | Agência O Globo)

Já com alguns percalços. Ainda na sexta-feira, a primeira criança brasileira — Davi Seremramiwe, indígena, de 8 anos — foi vacinada contra a COVID-19 no Brasil com o imunizante da Pfizer, o único liberado para a faixa etária.

  • No esquema de vacinação infantil, as prioridades iniciais serão as crianças indígenas, quilombolas e com comorbidades.

Até o momento, já chegaram 2,4 milhões de doses, já tendo sido aplicadas em 15 estados do país. Até março, há ainda quase 20 milhões de doses para chegar.

Os postos mais felizes… Mesmo sem o Zé Gotinha, as máscaras coloridas e de super-heróis tomaram conta dos postos para vacinação, que também contaram com distribuição de livros e doces para fazer desse momento mais divertido.

Mas qual foi o percalço? 

Na Paraíba, cerca de 60 crianças receberam, equivocadamentevacinas vencidas e de adultos — sim, são diferentes. Segundo a secretaria de Saúde do estado, as crianças vacinadas apresentaram reações leves, como febre e dor no local da injeção.

O Ministério da Saúde e a Anvisa já começaram a acompanhar o erro, e o ministro Marcelo Queiroga ressaltou a importância de ter cautela na aplicação das doses.

E por falar em COVID… Ontem, a média móvel de infecções por aqui chegou a 69.235, um aumento de 721% em duas semanas. As mortes, no entanto, não tiveram um crescimento da mesma força — a média móvel de óbitos subiu 59%.

O que mais é destaque pelo Brasil?

Como foram os impactos da pandemia na saúde dos brasileiros?

SAÚDE

(GIF: Pinterest | Reprodução)

Sem suspense, nem surpresas… Péssimos. Segundo uma pesquisa, durante a pandemia, o brasileiro aumentou seu consumo de álcool, se exercitou menos e engordou.

Vamos aos números…

Os motivos? Por trás desses aumentos, estão, principalmente, o estresse trazido pela COVID-19 e as restrições de locomoção. O álcool e a comida são, frequentemente, os maiores refúgios para quem quer relaxar em momentos de tensão.

Um alerta: O mesmo estudo também relacionou a desigualdade socioeconômica com o surgimento de doenças crônicas. A constatação foi de que, os menos escolarizados e com menos renda têm mais chances de adquirir enfermidades.

Para se ter uma ideia, o sedentarismo está presente só entre 12,5% dos mais escolarizados em comparação aos 20,9% entre os que tiveram com menos estudo.

Parece que a novela chegou ao fim

ESPORTE

(Imagem: Reuters | Reprodução)

Djoko deportado. Depois de uma semana intensa de discussões sobre a deportação ou não do sérvio, o tenista #1 do mundo realmente não irá participar do Australian Open e teve seu visto devidamente cancelado pelas autoridades.

Relembrando o “roteiro” da novela…

  • Com participação excepcionalmente concedida pela organização do torneio, Djoko desembarcou na Austrália para jogar, mas foi detido pela imigração no dia 06/01.
  • No dia 10, ele foi liberado por decisão judicial, mas foi detido novamente no sábado até ser deportado ontem.

Qual foi o embasamento da decisão? Três juízes entenderam que Djokovic poderia ser uma ameaça à ordem pública porque sua presença incentivaria o sentimento antivacina em meio ao pior surto de coronavírus da Austrália.

Basicamente, na visão das autoridades, por ser uma celebridade, a conduta de Novak poderia estimular outros australianos a não se vacinarem. Mais de 90% dos australianos acima dos 16 anos já estão completamente imunizados.

Olhando para frente… Depois do Grand Slam da Austrália, a próxima chance de Djokovic ganhar um grande título é o French Open em maio — país em que o presidente disse abertamente que vai complicar a vida de não vacinados. Será que a estrela vai perder mais esse?

Investidor que se preze precisa estar atento

ECONOMIA

(GIF: Giphy | Reprodução)

Perspectivas. Antes de fazer suas operações da semana, você precisa saber o que acompanhar nos próximos diasQuem investe precisa estar bem-informado.

O que vem por aí?

  • A repercussão do PIB da China. Ontem, foi divulgado o crescimento da economia chinesa em 2021, de 8,1%, com uma queda no impulso no 4T.
  • Divulgação do IBC-Br de novembro. Esse é o principal destaque do Brasil, a “prévia do PIB”, e reflete indicadores como produção industrial, serviços e varejo;
  • IGP-10. A ser divulgado hoje pela FGV, esse dado diz respeito à inflação de janeiro;
  • Arrecadação federal de dezembro, na quinta-feira;

Além desses indicadores, alguns dados de inflação na Europa vão ajudar o mundo a entender melhor a inflação de forma global. Fora isso, há uma greve de servidores federais anunciada para amanhã.

Essa semana já começa como o segundo filho quando o primogênito é prodígio: sob pressão. Na última semana, o Ibovespa subiu 4,09%Será que essa vai superar?